Quando a última árvore tiver caído, o último rio tiver secado, quando o último peixe for pescado, vocês vão entender que o dinheiro não se come.

Greenpeace

I hope that God exist!

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Um trecho do texto sobre os novos trabalhos a serem expostos em Setembro

...A pintora deixa-nos a sós. Deixa-nos a sós na procura do indizível. Deixa-nos envolvidos pela
estranheza do que é simples. Pouco importa se há: uma paisagem; um interior; um móvel;
um objecto; um espaço… quando o que se procura é que enquanto espectadores sejamos
motivados a participar na realização destas histórias. Histórias com gente e ainda com bichos....

um obrigada do coração ao meu professor de Gravura e também artista plástco, José Mourão

Sem comentários:

Enviar um comentário