Quando a última árvore tiver caído, o último rio tiver secado, quando o último peixe for pescado, vocês vão entender que o dinheiro não se come.

Greenpeace

I hope that God exist!

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010



O Gato vaidoso, Acrílico sobre papel, 70X100cm, 2010
Pintura de Ana Cristina Dias

Parecia mais umas das muitas peças luxuosas da casa da dona Arminda, o D. gato não se deitava se não fosse na sua almofada de veludo e perto da janela, para que os outros o pudessem ver, às vezes ainda trazia nos bigodes pedaços de salmão, dava-lhe gosto ver a expressão dos pobres vádios na rua enquanto procuravam no lixo algo para comer , babavam-se só de ver o vaidoso, o único luxo que tinham era aquela imagem do banquete pendurado nos lustrosos fios de bigode do gato burguês.

2 comentários:

  1. A luxuria é bastante visivel sem duvida, é engraçado ver seu estilo de trabalhoo tem sempre sua marca.

    ResponderEliminar
  2. Bem a serio agradeço mesmo a sinceridade :o realmente a época em q o desenhei estava em absoluta contenção de tudo realmente e pelos vistos isso reflectiu-se, tentei apelar ao sentimento assim fazendo uma personagem muito contida de sentimentos e de tanto querer q o trabalho rsultasse ficou com menos expressao, obrigado pelo comentario assim sei cm qem contar em termos d sinceridade na minha arte

    ResponderEliminar